Fibromialgia - Causas e tratamentos desta síndrome - Cristiane Cantele
7 meses

Fibromialgia – Causas e tratamentos desta síndrome

Você sente dores no corpo ou sensibilidade nos músculos, tendões e articulações? Cuidado, estes podem ser sinais de FIBROMIALGIA.

A Fibromialgia é uma síndrome que afeta o sistema nervoso, o que faz com que as pessoas sintam dores no corpo inteiro. As causas ainda são desconhecidas, mas existem alguns fatores que podem contribuir para a incidência da fibromialgia. Entre eles estão doenças autoimunes, infecções virais ou fúngicas, sedentarismo, ansiedade, depressão e histórico familiar.

Em geral, a fibromialgia atinge entre 2% e 10% da população mundial, com uma frequência maior em mulheres. Em média, a proporção é de sete mulheres para cada homem diagnosticado com a síndrome. A idade de surgimento da doença varia entre 30 e 60 anos.

Os principais sintomas da fibromialgia são:

01) Dores generalizadas pelo corpo, em especial nas regiões da coluna cervical e torácica, nádegas, quadril, joelhos e cotovelos;

02) Cansaço durante o dia;

03) Sono prejudicado;

04) Dores de cabeça;

05) Dificuldades cognitivas;

Se você se identifica ou conhece alguém que se identifique com esses sintomas, procure um médico! Apenas um especialista pode dar o diagnóstico final para o paciente.

O tratamento da Fibromialgia depende de uma equipe multidisciplinar, que conta com diversos profissionais e técnicas. Esses tratamentos incluem desde acupuntura até terapia psicológica. Além disso, a prática da meditação, a dieta equilibrada e massagens são muito recomendados para o paciente em fase de tratamento.

Porém, um dos grandes aliados no combate a fibromialgia é a prática de exercícios físicos. Quando realizamos atividades físicas, há uma grande liberação de endorfina, com o aumento do fluxo sanguíneo. Consequentemente, também há o aumento da sensação de bem estar. Mas é importante ressaltar que a prática de exercícios físicos devem respeitar os limites individuais de cada um.

Eu espero ter ajudado você a entender um pouco mais sobre fibromialgia. Se você ainda tem dúvidas sobre esta síndrome, assista meu vídeo no Youtube sobre este assunto. Clique aqui para assistir.

Gostou dessa matéria?